EU JURO, by Tânia Machado

CIGARRO

11 de agosto de 2011
1 Comentário

Cheguei em NY apavorada…
Tinha chegado a mim a informaçao de que ERA PROIBIDO FUMAR NA CIDADE…
Na realidade não é bem assim…
Nao se fuma em praças e locais de grandes aglomeraçoes (apesar de que no Time Square é a constante)…
Sai do Brasil no voo pensando…quando desembarcar, vou ter que pedir ao motorista que vá para uma cidade visinha para que eu possa fumar um cigarro…
Já na imigraçao, perguntei ao oficial como estava funcionando isto…que bom, ele é fumante e me deu todas as dicas…me acalmou e me liberou rapido, informando saber de meu desespero de estar há 14 horas sem fumar…

Agora, no Brasil, além da minha campanha de preservaçao dos animais em extinçao e eu como fumante, sou uma delas e devo ser preservada…temos mais um ponto ao nosso favor…Nossa presidente Dilma, informou que irá taxar mais ainda os cigarros para pagar o deficit que o programa de fortalecimento da industria reduziu de impostos…

Entao, atençao…além de preservaçao de raças em extinçao, agora também temos o orgulho de dizer que também seremos responsaveis pela diminuiçao do défict publico…

Anúncios

MARIO DE ANDRADE

11 de agosto de 2011
1 Comentário

Adoro fazer minhas, palavras dos outros…
Segue mais uma…

O valioso tempo dos maduros

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de jabuticabas. As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para destruir assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos. Detesto fazer acareação de desafetos que brigam pelo majestoso cargo de secretário-geral do coral.
‘As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos’.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa…
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana;
Que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade.
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade.
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!

Mário de Andrade


Publicado em GERAL