Arquivo mensal: julho 2015

PASSA A RÉGUA

Eu tenho uma teoria para tudo oque esta acontecendo de corrupção no Brasil.

Do jeito que esta indo não vai ter fim tão cedo…

Olha que tudo esta hoje lincado quase que so na Petrobras. Falta BNDES, Eletrobrás, Correios, so pra citar alguns…Enquanto isto o país fica parado esperando qual é o escândalo do dia…

A minha solução não é a melhor, mas acho que a única onde teremos um novo recomeço.

Chama-se PASSA A RÉGUA. Decide-se um dia e uma hora. 17 de julho de 2015, às 11:49. Fica decretado…quem roubou, roubou, quem não roubou não rouba mais…quem foi preso, ta preso, quem não ta preso, não prende mais, quem devolveu, devolveu, quem não devolveu não devolve mais, mas a partir das 11:50 do dia 17, se roubar um lapis vai direto pra cadeia.

Vejam bem…nosso Congresso e nosso Senado são dirigidos por pessoas acusadas diretamente de levar alguns milhões…Será que é só eles, ou é porque eles estavam incomodando e então deviam ser priorizados nas acusações?

Tem gente, que em outras épocas com outros assuntos estava berrando contra um ou outro, hoje ta mudo, fingindo de morto para não ser lembrado. E o medo de falar e descobrirem coisas dele?

O Serjão, na época do Fernando Henrique, quando foi acusado, imediatamente se afastou do cargo, aguardando que as investigações fossem feitas. Depois que encerraram e não deu em nada ele voltou…Se for fazer isto no Senado e Congresso, acho que vai faltar quorun para as votações.

Nosso mercado de construção, esta correndo o risco de ser invadido por empresas estrangeiras, pois as empresas brasileiras estão inabilitadas…

Não tem outro jeito: PASSA A RÉGUA!

Anúncios

TRABALHO INFANTIL

Vi no jornal agora uma reportagem sobre o ECA (Estatuto da Criança e Adolescente).

Sempre discuti a questão do trabalho infantil no artesanato. Aonde esta linha divisória entre a exploração da mão de obra infantil e o filho ajudar os pais nas tarefas artesanais?

Sempre vimos este tipo de ação acontecer no mundo artesanal, principalmente na roça. É o filho debulhando o milho para tirar a palha…é o filho ajudando a lixar uma peça…é o filho fiando ou descaroçando o algodão para colocar no tear…

Como proibir? Como decidir o que é exploração e o que é levar ao filho o gosto pelo artesanato?

O que sempre exigimos é que o filho esteja na escola…no mais é uma continuidade do oficio dos pais…

TONHO

Neste momento o veterinário do Tonho esta fazendo eutanásia.

Tonho é um labrador, o cachorro mais doce que conheci e tive na minha vida. Pretão – 80 kg de singeleza indescritível.

Nunca rosnou pra ninguém, nunca latiu pra ninguém (so de manhã cedo que ele queria compartilhar o café da manhã com os funcionários do Centro Cape para ganhar pão).

Ele vivia na cobertura do prédio do Centro Cape, há 14 anos, mas estava com displasia, próstata aumentada, e arrumou um cancer na garganta que não tinha solução.

Ontem, totalmente prostrado, deitado, sem conseguir nem abanar o rabo, ele uivava de dor, até que tomou morfina e ai se acalmou e dormiu.

Ficamos com ele a tarde toda e de noite voltamos a clinica para nos despedir. O Eduardo (veterinário dele) ainda tinha esperança que ele reagisse, mas não aconteceu…

Vá com Deus Tonho – te amo demais.

ADORO OS LOUCOS!

Sempre digo que os loucos são muito mais normais do que nos “ditos normais”.

Eles são sinceros, espontâneos e não tem censura.

Quem de nos “dito normais”, já não tivemos vontade de sair gritando…sair rindo ou dançando no meio da rua…falar com aquela pessoa gorda que ela esta gorda…falar com aquela pessoa chata que ela é chata…pisar no pé de uma pessoa que esta incomodando…sentar no meio fio e ficar vendo os carros passarem…soltar um pum na hora e onde quiser…vestir uma roupa totalmente inapropriada para a sua idade e não estar nem aí…não tomar banho num dia muito frio…não dar dois beijinhos numa pessoa que voce odeia (e ela também não gosta de voce)…

Pois é…os doidos gritam quando querem, dançar onde querem, são sinceros com quem não gostam, pisam no pe ou dão um soco em quem não os agrada, soltam pum se estão com vontade, não tão nem ai para o que esta vestindo, so tomam banho se quiserem e não abraçam quem não gostam…

Acho que eles são muito mais normais do que nós…pelo menos são sinceros…

OPORTUNIDADE

To lembrando agora o inicio do Mãos de Minas.

Não tínhamos nada…so vontade de fazer.

Ganhamos o aluguel de uma sede que o Dep Sergio Naya nos pagou por um ano.

Mas precisávamos de moveis, maquina de escrever, cadeiras, enfim tudo aquilo que um escritório em 1988 precisava.

Fomos então ao Secretário de Administração do Governo Newton Cardoso e perguntamos a ele se no deposito do Estado não tinha coisas encostadas que ele poderia nos doar.

Ele então autorizou que fossemos lá e podíamos requisitar o que quiséssemos.

Conseguimos alguns móveis, cadeiras, arquivos e também…

OPORTUNIDADE 1 – Achamos 25 máquinas de escrever manuais que não funcionavam – trouxemos

OPORTUNIDADE 2 – Achamos 13 aparelhos de ar condicionado que não funcionavam – trouxemos também

OPORTUNIDADE 1 – chamamos um pessoal que consertava máquina de escrever e perguntamos a eles. Se eu te der 25 máquinas que não funcionam, quantas máquinas funcionando voce me devolve. Ele disse: 15 – respondi – negocio fechado

Mas as máquinas eram uma barulheira infernal.

Chamamos ele de novo e perguntamos – Se eu te der 15 máquinas manuais que funcionam, quantas máquinas elétricas funcionando voce me dá?

Eles respondeu – 3 máquinas – respondi – negocio fechado.

Mas mesmo elétricas, elas eram também bem barulhentas.

Chamei ele de novo – se eu te der três máquinas elétricas funcionando, quantas máquinas elétricas novas voce me dá?

Ele respondeu – uma – eu disse Negocio fechado. A maquina elétrica IBM existe ate hoje.

OPORTUNIDADE 2

Os aparelhos de ar condicionado estragados ficaram lá num canto. Um dia entrei na sala do Secretário do Trabalho na época – Samir Tanus e ele estava suando bicas, pois o aparelho de ar condicionado dele tinha estragado e não tinha conserto. Ele não tinha orçamento para comprar um novo, so tinha orçamento para consertar.

Olha, eu tenho 13 aparelhos de ar condicionado estragados comigo. Quem sabe se a gente não juntar todos, tirando peça de um e de outro, a gente não consegue fazer pelo menos uns dois ou três aparelhos que funcionem.

Ele disse: pode tentar…chamei o cara da manutenção da Secretaria e doei novamente os aparelhos para o Estado – resultado os 14 aparelhos (os 13 meus e o do Secretario) viraram 5 aparelhos funcionando. A Secretaria ficou com três e eu com dois.