EU JURO, by Tânia Machado

Sandra Lima e Rachael Scarlateli – 1987

18 de maio de 2009
Deixe um comentário

Sandra Lima era Presidente do Conselho Estadual da Mulher e Rachel Scarlatelli era Secretaria Adjunta da Setascad. Elas eram do MR8 – Movimento Revolucionário 8 de Outubro e faziam parte dos movimentos feministas. Por causa da Junia Marise e Fernando Diniz eu consegui ser nomeada Diretora do Conselho Estadual da Mulher em 1987, apesar de não ter quase nenhuma ligação com os movimentos feministas (sempre achei e acho que o preconceito esta em chamar atenção para o tratamento diferenciado…sei que em parte elas podem ter razão, mas a discriminação às vezes atrapalha).
Mesmos que não fóssemos da mesma linha, as duas foram muito importantes para a Mãos de Minas, pois ocupavam cargos chave e dentro de suas possibilidades deram toda a força para que a Mãos de Minas continuasse e foi na gestão das duas que foi criada a Associação dos Artesãos e Produtores Caseiros do Projeto Mãos de Minas.
Tem um tempão que não tenho noticias delas…Se alguém tiver um contato, por favor me passe…

Anúncios

zezinho (1983)

18 de maio de 2009
Deixe um comentário

Zezinho era o responsável pelos Serviços Gerais no Conselho Estadual da Mulher e era um torcedor para que o projeto Mãos de Minas desse certo. Ele não tinha nenhuma ingerência no projeto, mas quando atendia ao telefone dava informações sobre o que se dispunha e como funcionava ao projeto que era melhor do que todos nós.
Nunca mais tive noticas dele…Espero que esteja bem…Zezinho, voce foi muito importante.


TANCREDO E RISOLETA NEVES (1983)

17 de maio de 2009
1 Comentário

Falar de Tancredo e Dona Risoleta é muito fácil.
Tudo temos que agradecer a eles e a Júnia pela criação do projeto Mãos de Minas. Poderia ter sido mais um projetinho, dentre os milhares que se fazem durante um período governamental.
Mas não…foi o inicio do tratamento do artesanato como um participante da economia. A realização oficial do projeto viabilizou o acesso à Nota Fiscal, a identidade (através do fornecimento da carteira de artesão), o acesso a feiras e eventos, enfim…levou a cidadania plena, dando chance ao artesão de sobreviver com dignidade de seu artesanato.
Dona Risoleta estava sempre presente nas reuniões do Conselho Estadual da Mulher. Gostava muito de observar o seu jeito simples, mas decidido nos encontros. Poucas vezes tive oportunidade de trocar algumas palavras com ela, mas uma vez, marcou para sempre a minha caminhada pelo artesanato.
Quando a Mãos de Minas começou interessar a mídia e normalmente era eu quem respondia, a “mosca azul do poder” me mordeu e eu achava aquilo de estar todo dia sendo requisitada o máximo, ao ponto deu confundir a Mãos de Minas com minha pessoa. Dona Risoleta observando isto um dia me chamou e falou: Tânia, preste atenção ao que esta acontecendo…você é somente uma ferramenta para que a Mãos de Minas atinja seus objetivos, se você sair, outra “Tânia” vai ocupar o lugar de dar a palavra ao projeto Mãos de Minas…
Nunca mais me esqueci disto e tanto é verdade que no período de 1997 a 2007 que fiquei afastada da direção da Mãos de Minas o projeto continuou com a mesma qualidade que se propôs em 1983.


JUNIA MARISE (1983)

17 de maio de 2009
Deixe um comentário

Junia Marise, em 1983 era Presidente do Conselho Estadual da Mulher e foi através da sua sobrinha Angela Coutinho que cheguei nela.
Levando a ideia de criar um projeto similar ao que acontecia em São Paulo, ela imediatamente levou o projeto a Tancredo Neves, que era nosso governador e determinou sua implementação em Minas Gerais. Isto aconteceu em 19 de março de 1983.
Júnia que já tinha sido deputada federal, depois foi vice governadora e esta função foi de suma importância, pois quando o Governador Newton Cardoso tomou posse, consegui ser nomeada diretora do Conselho Estadual da Mulher, onde o projeto estava lotado.
Quando liguei para o responsável pela Comunicação do Governo Newton, pois precisava fazer novas carteirinhas com o nome do Governo Newton Cardoso (as anteriores eram “Governo Helio Garcia – que substituiu Tancredo Neves quando de seu afastamento para se candidatar a Presidência da Republica), recebi a informação de que “não…não vamos fazer esta carteirinha, pois vamos encerrar este projeto. Pode ser que ele até continue, mas será com outro nome…
Imediatamente questionei…se eu fosse voces não faria isto, pois este é um projeto criado pela nossa Vice Governadora Junia Marise, enquanto Presidente do Conselho Estadual da Mulher nomeada por Tancredo Neves!
Resolveram então que não iam interferir e deixaram o projeto ter continuidade…
É…desde aquela época os deuses já confabulavam a favor da Mãos de Minas…


« Página anterior