Arquivo da categoria: GERAL

EIKE BATISTA – estou republicando o que escrevi em 2013.

Carta a Eike Batista:

Meu Caro Eike Batista,
Venho acompanhando todos os dias noticias de jornal, revistas, programas de televisão de pessoas estão vibrando pelo que você esta passando…
Lembro de muitas destas pessoas que há um ano atrás se pudessem, beijavam seus pés…
Lembro bem, quando você veio a Minas receber o premio de Industrial do Ano na Fiemg, tinha um monte de babão querendo entrar na sala VIP para te dar um tapinha nas costas e quem sabe até tirar uma foto. Hoje encontro com estas pessoas e como elas sabem que te admiro muito (já escrevi algumas você no meu blog no wordpress) elas falam…e seu ídolo o Eike, você viu, se estrumbicou!!!
Digo a elas que se o povo brasileiro tivesse 10% da sua coragem, este seria um pais muito melhor.
Não entendo exatamente o que aconteceu, mas entendo que você teve a coragem de fazer…As entidades que te apoiaram financeiramente o fizeram atrás da sua valentia de arriscar…
A entidade na qual trabalho, tem como metodologia o desenvolvimento de competências empreendedoras, envolvendo criatividade, correr riscos, ousar…
Ta bom, de vez em quando da errado. Quantas vezes nos não nos enganamos durante as nossas vidas. Eu mesmo, já dei cada mancada, mas como presidente de Ong as conseqüências são bem menores…
As pessoas se esquecem que “enquanto bilionário”, museus que você patrocinou, filmes que viabilizou, quantas obras no Rio de Janeiro você não fez! Quantos leilões sociais você não foi somente para ajudar.Lembro uma vez que você doou R$ 20 milhões para uma Ong que estava com dificuldades, não lembro mais o nome, mas morri de inveja!!!).
Agora, estas pessoas que hoje tentam te chutar, queria saber delas o que fizeram de benesse para este pais? O que elas arriscaram considerando seus seguros empregos em estatais ou mesmo como membros de conselhos de grandes empresas? O que elas fizeram por este país com o poder de uma caneta ou um microfone? Será que elas conseguem colocar a mão no fogo e dizer que nunca nem elas e nem seus patrões roubaram?
Agora nunca escutei dizer que você roubou. O que sempre escutei é que desde jovem você trabalha duro, acredita muito e vai atrás…
Esquenta não cara, pessoas como você com certeza absoluta vão dar a volta por cima e amanhã estes, que hoje tentam te jogar na lama, possivelmente voltarão a puxar o saco e esquecer o que disseram de você neste momento de crise.
Continuo te admirando e te defendendo, frente a quem quiser, os seus ideais.
Um abraço,
Tânia Machado

Anúncios

UFA!!!

Iche…fiquei dois dias sem escrever…

Ainda bem que não tenho uma coluna no jornal ou revista que me obrigue a escrever todos os dias…não é fácil ter inspiração para escrever sempre algo que voce (nem sempre os outros…), mas voce ache interessante.

Fiquei aqui pensando o dia todo o que escrever…aí, agora, 7:40 da noite, fiquei analisando o meu dia…

Tive que gerenciar conflitos entre funcionários…

Tive que gerenciar questionamentos de pessoas que quando perguntei se elas estavam participando daquilo que estavam questionando elas disseram que não tiveram tempo ainda…

Tive que gerenciar pedreiros, empreiteiros que me prometeram uma obra pronta no sábado e não vai ficar pronta…

Tive que gerenciar 4 funcionários que ou não vieram ou tiveram que sair mais cedo pois tiveram problemas de saúde com si próprios ou com familiares…

Tive que gerenciar outros 3 funcionários que estavam fora num evento que estamos participando…

Tive que gerenciar funcionários que fingem estar trabalhando e ficam fuxicando a Internet o dia todo…

Vou pra casa agora…ver o MEU CRUZEIRO, ganhar o vôlei no campeonato mundial e MEU CRUZEIRO ganhar o jogo pela Libertadores…

ENFIM…EU MEREÇO…

PARANOIA

Hoje lí um artigo no jornal que me enxerguei perfeitamente nele.
A questão da paranoia que vivemos…
Quando eu era menina ou adolescente, andava pela rua com a maior tranquilidade, ia a festas, voltava de noite à pé, sem medo de ser assaltada. Hoje, pra sair do Centro Cape à noite e ir pra casa (meio quarteirão), se já tiver escuro o segurança do Centro Cape me acompanha até em casa…
Quando chego de madrugada, é aquele medo de abrir o portão da garagem e a expectativa se não vai vir ninguém…
A porta da minha casa quando menina, só era trancada (e nem sempre) à noite…durante o dia ficava aberta. Minha casa não tinha grades e o muro era baixinho que qualquer um podia pular.
Nos muros das casas, não tinha arame farpado, o máximo que tinha às vezes era caco de vidro, mas muito mais pelos gatos não entrarem para pegar os passarinhos do que pelo ladrão.
Quando andava de carro, ou mesmo a pé, nunca me preocupei com algum louco no volante que ia passar em cima do passeio e me imprensar no muro…hoje, tanto a pé quanto de carro você tem que ficar de olho a cada esquina…
Não existia celular, internet e mesmo o telefone fixo nem todo mundo tinha…As pessoas saiam e voltavam sem nenhum problema. Hoje se um filho sai, não avisa que vai demorar e não manda um recado pelo celular, fico ligando para saber onde esta e que horas chega.
As joias eram (quando existiam) poucas, mas se ganhávamos um cordãozinho de ouro ou mesmo de prata fazíamos questão de sair sempre com ele. Hoje até bijuteria tem que ser bem vagabunda, pois não dá pra sair com nada com medo de ser assaltada na rua. Mesmo um cordãozinho, tem que ser bem frágil para quando o pivete puxar não machucar o seu pescoço…
Carro, tem que ter ar condicionado, pois ninguém tem coragem de andar com janela aberta. Mesmo com janela fechada, quando do seu lado para um motoqueiro com um garupa…logo pensamos…fudeu!!!
Minha rua, no Bairro do Carmo, era tão tranquila que jogávamos volei, armando uma rede na rua e quando vinha um carro, baixávamos a rede para ele passar…
Íamos para casa de um e outro sem problema…hoje para uma criança sair de casa e ir ao vizinho alguém tem que levar na porta.
Paranoia naquela época, era o que rotulávamos os doidos…hoje sou eu…

CENTRO DE ARTE PÓPULAR

Hoje foi inaugurado o Centro de Arte Popular…Lá na Gonçalves dias com Bias Fortes…
Há uns 4 anos atras quando eu e Mamélia fomos lá ver as ruinas do hospital São Tarcisio, a Mamelia foi olhando a casa e dizendo…aqui ficaria bom isto…alí ficaria bom aquilo…e a unica coisa que pedi foi…olha, neste quintal voces bem que poderiam deixar ao lado do café uma varanda, assim quando eu vier aqui posso fumar sem ter que ir para a rua…
Não é que hoje a varanda estava lá! Lógico que fui lá fumar um cigarrinho…era o terceiro do dia…

EI – EMPREENDEDOR INDIVIDUAL

Muito tem se falado sobre o Empreendedor Individual.

Quando das discussões em 2009, fizemos diversas reuniões no Centro Cape com a participação do Sebrae Nacional, Prefeitura de Belo Horizonte e artesãos.

Já naquela época levantei a bandeira dos alvarás…falavam que não tinha nenhum problema e que as prefeituras iam fornecer os alvarás gratuitamente…realmente é verdade. No primeiro ano do EI ele recebe automaticamente todos os alvarás necessários. O problema é um ano depois na renovação.

Alvará de localização – se o municipio tem um Código de Postura, no caso de artesanato, ele é considerado industria – aí o artesão que trabalha na sua própria casa, não consegue a sua renovação, caso no seu local de produção, não ser permitido industria.

Alvará do Corpo de Bombeiros – dependendo da atividade, existe a exigência de extintores e outras formas de defesa que às vezes é dificil para o artesão.

Alvará do Meio Ambiente – se ele usa máquinas e estas máquinas fazem barulho, pode dificultar conseguir este tipo de alvará.

Alvará de Publicidade – Se ele tem uma placa na porta da sua casa, tem que pagar por seu uso.

Alvará da Vigilância Sanitária – se trabalha na área de alimentos, perfumaria e artigos de limpeza, se não tiver cumprido todos os quesitos da legislação (entrada e saida independente, local azulejado ou de fácil limpeza, tela em todas as janelas, banheiros independentes para todos os funcionários e ajudantes, etc etc etc)não vai conseguir a renovação.

Agora, mesmo que ele tenha tudo certinho – na sua região pode ter industria, atende a questão de risco de incendio, não usa máquinas que fazem barulho, seus resíduos são tratados, não tem placa na frente da casa, e se for alimento atende aos quesitos…cada alvará custo em média R$ 130,00 – estamos então falando de mais de R$ 500,00 (alguns municipios isentam destas taxas os micros e possivelmente os EI).

Tem que ficar atento também para a questão do IPTU. Enquanto residencia, o IPTU é residencial, enquanto registro de empresa, passa a ser empresarial e aí tem um aumento.

Nao sou contra de forma alguma o EI. Muito pelo contrário. Para o artesão do interior, que tem uma renda inferior a R$ 36.000,00/ano, principalmente ele é perfeito. Normalmente as pequenas cidades não tem estas regras das grandes cidades.

Agora, existe um gap entre o artesão que tem receita de R$ 36 mil ano, para aquele que tem receita de até R$ 120 mil ano, que é o caso dos artesãos dos grandes centros.

Então, antes de decidir ser EI, é bom analisar:

PONTOS POSITIVOS PARA AQUELES QUE TEM RENDA ANUAL DE ATÉ R$ 36 MIL
– independencia
– custo (caso não tenha funcionario, é menos do que R$ 30,00/mes, para os que terão um funcionário, terá um aumento de 8% sobre o valor do SM de FGTS e a parte do empregador do INSS de 26,4% sobre o SM).
– formalização (por ser formal, abre portas para financiamentos, participação em concorrencias, etc).
– Testar o mercado (no primeiro ano, como os alvarás são automáticos, ele pode testar o mercado estando totalmente legal)
– Fechar a empresa (se não der certo, depois de um ano ele pode fechar a empresa num prazo de cinco dias).
– Contador – existe um acordo com os contadores (cadastrados), que no primeiro ano não há cobrança pelos serviços.
– Impostos – todos os impostos (ICMS, INSS do empregador, ISSQN, IR, PIS) estão incluidos na taxa de R$ 30,00.

PONTOS NEGATIVOS
– quem tem receita acima de R$ 36 mil esta fora
– a partir do primeiro ano, os contadores podem cobrar pelos serviços (tem sido praxe a cobrança de R$ 50,00/mes).
– o risco do aumento do IPTU por ser empresa.
– não conseguir a renovação dos alvarás e se conseguir ter que pagar por eles.

Então, antes de decidir ser EI, analise os pros e contras e caso na sua cidade exista um código de postura, veja o que terá que fazer para continuar após o primeiro ano.

Na sede da Mãos de Minas, existem manuais que foram elaborados pelo Sebrae que explicam detalhadamente como funciona todo o processo. É so ir lá e pedir. A distribuição é gratuita.

Em tempo: não esta claro ainda pra mim, a questão da Substituição Tributária e a questão da Nota Fiscal Eletronica que será obrigatória a partir de 2012. Tâo logo clareie esta situação, informarei a todos.

centro cape /maos de minas

Engraçado como tem gente dita esclarecida que até hoje confunde, centrocapemaosdeminastaniamachado.

Eles tratam como se tudo fosse uma coisa so…

Então vamos lá esclarecer:

MÃOS DE MINAS É UMA ASSOCIAÇÃO QUE TEM ASSOCIADOS
Estes associados é quem comandam a associaçao e determinam seus caminhos…

CENTRO CAPE É UM INSTITUTO que tem um conselho e não tem associados. Os associados da Mãos de Minas não tem nada a ver com o Centro Cape, assim como o conselho do Centro Cape nao tem nada a ver com a Mãos de Minas.

Agora, eu sou eu, não sou Centro Cape e nem sou Mãos de Minas, somente uma pessoa que tem vida pessoal, toma cerveja e vinho (Centro Cape e Mãos de Minas não bebem), fuma (eles também não fumam), xinga muito (eles também não xingam), mas tenho um projeto de vida que é ajudar aos artesãos mineiros a sair do buraco…

Pior, é que quem fala isto, muitas vezes são pessoas esclarecidas, até vereadores e deputados que ajudamos a eleger e de repente falam que a Mãos de Minas acabou e agora é tudo Centro Cape…

Um homem Inteligente Falando das Mulheres

Luiz Fernando Veríssimo

O desrespeito à natureza tem afetado a sobrevivência de vários seres e entre os mais ameaçados está a fêmea da espécie humana.

Tenho apenas um exemplar em casa,que mantenho com muito zelo e dedicação, mas na verdade acredito que é ela quem me mantém. Portanto, por uma questão de auto-sobrevivência, lanço a campanha ‘Salvem as Mulheres!’ Tomem aqui os meus poucos conhecimentos em fisiologia da feminilidade a fim de que preservemos os raros e preciosos exemplares que ainda restam:

1. Habitat
Mulher não pode ser mantida em cativeiro. Se for engaiolada, fugirá ou morrerá por dentro. Não há corrente que as prenda e as que se submetem à jaula perdem o seu DNA. Você jamais terá a posse de uma mulher, o que vai prendê-la a você é uma linha frágil que precisa ser reforçada diariamente.

2. Alimentação correta
Ninguém vive de vento. Mulher vive de carinho. Dê-lhe em abundância. É coisa de homem, sim, e se ela não receber de você vai pegar de outro. Beijos matinais e um ‘eu te amo’ no café da manhã as mantém viçosas e perfumadas durante todo o dia. Um abraço diário é como a água para as samambaias. Não a deixe desidratar. Pelo menos uma vez por mês é necessário, senão obrigatório, servir um prato especial.

3. Flores
Também fazem parte de seu cardápio – mulher que não recebe flores murcha rapidamente e adquire traços masculinos como rispidez e brutalidade.

4. Respeite a natureza
Você não suporta TPM? Case-se com um homem. Mulheres menstruam, choram por nada, gostam de falar do próprio dia, discutir a relação? Se quiser viver com uma mulher, prepare-se para isso.

5. Não tolha a sua vaidade
É da mulher hidratar as mechas, pintar as unhas, passar batom, gastar o dia inteiro no salão de beleza, colecionar brincos, comprar muitos sapatos, ficar horas escolhendo roupas no shopping. Entenda tudo isso e apoie.

6. Cérebro feminino não é um mito
Por insegurança, a maioria dos homens prefere não acreditar na existência do cérebro feminino. Por isso, procuram aquelas que fingem não possuí-lo (e algumas realmente o aposentaram!). Então, aguente mais essa: mulher sem cérebro não é mulher, mas um mero objeto de decoração. Se você se cansou de colecionar bibelôs, tente se relacionar com uma mulher. Algumas vão lhe mostrar que têm mais massa cinzenta do que você. Não fuja dessas, aprenda com elas e cresça. E não se preocupe, ao contrário do que ocorre com os homens, a inteligência não funciona como repelente para as mulheres. Não faça sombra sobre ela
Se você quiser ser um grande homem tenha uma mulher ao seu lado, nunca atrás. Assim, quando ela brilhar, você vai pegar um bronzeado. Porém, se ela estiver atrás, você vai levar um pé-na-bunda.

Aceite: mulheres também têm luz própria e não dependem de nós para brilhar. O homem sábio alimenta os potenciais da parceira e os utiliza para motivar os próprios. Ele sabe que, preservando e cultivando a
mulher, ele estará salvando a si mesmo.

E meu amigo, se você acha que mulher é caro demais, vire GAY.
Só tem mulher, quem pode!