EU JURO, by Tânia Machado

FABIO CHEREM

26 de julho de 2016
Deixe um comentário

Que os outros secretários que passaram pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico não fiquem com ciumes.

Todos foram ótimos – Altamir, Brummer, Doroteia, Marcio – sempre trataram o artesanato com respeito.

Mas o Fábio abraçou o artesanato como um projeto pessoal. Tem levantado questões, aberto portas, criado projetos de engrandecimento e valorização do artesanato como nunca vi.

Torço para que a fusão das secretarias na reforma administrativa demore bastante para que assim o Fabio possa colocar em prática todas as suas ideias.

Afinal ele compreendeu que o artesanato cria mais empregos do que a Micro e Pequena Empresa, gera bilhões anualmente em receitas para o Estado na venda direta e na aquisição de insumos na industria.