EU JURO, by Tânia Machado

PATROCINIOS

25 de julho de 2016
Deixe um comentário

Procurar patrocínio, sempre foi uma situação difícil.

Chegar nas pessoas certas e conseguir convence-las que apoiar um segmento de mais de 8,5 milhões de brasileiros, é uma boa coisa e trabalha também a responsabilidade social, além do marketing cultural para a empresa.

So que agora, com este monte de “lava jato” em cima de patrocínio a situação esta ficando cada vez pior. É gente fazendo festa com lei Rouanet, é gente pedindo troco no patrocinio, cada dia leio uma noticia diferente nos jornais.

Aí fico mais preocupada ainda, quando as pessoas nivelam por baixo. Ou seja, se tem um bandido do patrocínio, todos também são bandidos.

Nos aqui, em todos estes anos que recebemos patrocínio, nunca tivemos um centavo desviado para qualquer outro objetivo que não fossem os aprovados na Lei de Incentivo para a Feira Nacional. A maioria dos patrocínios, como sou eu que faço a a captação, nem taxa de intermediação existe.

Mas as empresas tem que começar a separar o joio do trigo. Um patrocínio para a Feira Nacional de Artesanato, beneficia diretamente 7.000 artesãos e indiretamente mais de 20.000 se considerarmos suas famílias e as pessoas que trabalham com eles. Garantem a continuidade de diversos ofícios artesanais, quando estes artesãos tem a oportunidade de mostrar seus trabalhos, fazer vendas e contatos futuros.

Isto sem dizer que o artesanato é a opção imediata de trabalho neste momento de crise e desemprego que se encontra o país. São engenheiros fazendo sandálias, médicos fazendo sanduiche, arquitetos fazendo roupas e por aí vai. E cada um destes acaba levando consigo dois ou três ajudantes, que também passam a ter uma renda.

Se 0,001% do que dizem que já foi encontrado de roubo (R$ 100 bi) fosse aplicado no artesanato, teríamos a geração de 1.000 empregos, garantindo renda de quase R$ 5 milhões a estes artesãos durante um ano.

 


XXVI FEIRA NACIONAL DE ARTESANATO

30 de junho de 2015
Deixe um comentário

Socorro! Não estamos conseguindo patrocínios!
Apesar de estar na lei de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet no Art. 18 com 100% de abatimento no Imposto de Renda a Pagar, esta uma grande dificuldade de conseguir patrocínios.
O grande problema é que as empresas que pagam imposto de renda o lucro real, não sabem que podem ter este benefício. Acham que é muito complicado e seus contadores não conhecem o processo que é super simples.
As empresas podem doar até 4% do Imposto de Renda a pagar para projetos na área cultural e 2% para projeto na área esportiva.
O documento é super simples, quando emitimos um recibo oficial do MINC do valor doado (que é depositado numa conta bloqueada pelo Minc para posterior liberação) e quando da emissão da guia de pagamento do imposto por parte da empresa, ela lança no campo apropriado o valor doado e so paga a diferença.
Se você tem uma empresa que pague imposto de renda por lucro real, aproveite esta chance de fazer um programa na responsabilidade social, fazer divulgação da sua empresa sem gastar um tostão sequer.
Entre em contato conosco